Digitalização De Prontuário Médico  

A digitalização de prontuário médico é uma das metodologias mais eficientes dentro dos hospitais. Sem dúvida alguma, o volume de documentação é muito grande e isso dificulta qualquer gestão.

Além do mais, prontuários médicos são documentos extremamente importantes e envolvem a condição de saúde dos pacientes. Consequentemente, esses documentos estão relacionados com a vida de todos que passaram pelo hospital.

A questão é: como fazer essa digitalização? Como assegurar que todos os dados fornecidos ficarão em sigilo e que tudo seja organizado da melhor maneira possível?

De fato, esse processo não é simples e não é feito da noite para o dia. Há hospitais com mais de 200 anos. Ou seja, são duzentos anos recebendo pacientes todos os dias.

Digitalização de prontuário médico é lei

Poucos sabem disso, mas a digitalização de prontuário médico é regida por lei. Para ser mais exato, a Lei 13.787/2018 estabelece as regras para a digitalização e para o armazenamento de todas essas informações.

O objetivo é claro: modernizar a gestão em todas as unidades hospitalares, visando facilitar o acesso aos prontuários e quaisquer outras informações referentes aos pacientes.

Obviamente que todos os laudos digitalizados devem ser absolutamente fiéis aos originais.

Como os documentos são muitos e o volume de papel é realmente algo estrondoso, organizar tudo isso de forma física tem se tornando cada vez mais inviável.

Dessa forma, é fundamental que todas as unidades de saúde busquem se atualizar e digitalizar todas as informações.

Isso não é válido somente para os dados dos pacientes e seus respectivos laudos médicos, mas, também, para todos os documentos internos do hospital. De questões burocráticas às questões financeiras, tudo deve ser digitalizado.

Por quê? Porque quanto mais automatizado for a organização de documentos, mais facilmente eles serão encontrados. Além do mais, não há o risco de perdê-los.

Muitos desses documentos − principalmente em hospitais públicos de saúde − são armazenados de forma precária, aumentando ainda mais o risco de perda.

Não são raros os casos onde os documentos são molhados por conta de goteiras na sala do arquivo, dentre outras coisas. Quando há a digitalização de prontuário médico não existe esse risco.

A digitalização de prontuário médico é segura?

Muitos se perguntam se a digitalização dos documentos é segura. Afinal, há realmente um receio em colocar todos os documentos em uma rede, pois há o pensamento de que ela pode ser acessada ilegalmente a qualquer momento.

No entanto, hoje em dia há formas extremamente seguras para armazenar todos os arquivos sem que eles caiam em mãos erradas.

Não há necessidade – para esse tipo de situação – que a rede esteja conectada à internet, por exemplo, aumentando ainda mais a segurança do sistema.

Além disso, em relação à perda de prontuários, as informações podem ser armazenadas na nuvem. Sendo assim, é possível resgatá-las a qualquer momento.

O Grupo Gerenciar faz todo o serviço

Dentre outros serviços, o Grupo Gerenciar realiza a digitalização de prontuário médico. Com grande reconhecimento no mercado, os serviços prestados são de excelência e, claro, confiáveis.

Digitalizar os documentos é apenas o primeiro passo, a Gerenciar também organiza todos. Isso aumenta a facilidade com que todos os documentos sejam encontrados de forma rápida e intuitiva.

Independente do ramo de atuação, organizar os documentos e informações é fundamental para o desenvolvimento da gestão, sendo necessário a todas as empresas e instituições que desejam crescer.

No

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Grupo Gerenciar

    Normalmente responde na hora

    Entre em contato através do whatsapp! Preencha o formulário e envie-nos uma mensagem.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.